PADMINTON

Um novo Esporte de Raquete

Saiba onde comprar o Kit de Padminton               



Dupla de Ubatuba sagra-se campeã estadual de Badminton

Data: 11/03/2014


A dupla Rayssa Lopes, 13 anos, e Toni Gomes, 14 anos, sagrou-se campeã da primeira etapa do Campeonato Estadual de São Paulo de Badminton na categoria Dupla Mista Sub 17.

O evento aconteceu no último fim de semana em São Bernardo do Campo, região metropolitana de SP.

A dupla é aluna da E.M Tancredo Neves e participa do Projeto Badminton, iniciativa da Secretaria de Educação, que oferece aulas da modalidade aos estudantes da instituição e mantém as crianças na escola por mais tempo.

Atualmente, cerca de 40 alunos participam da iniciativa. Professor de educação física e de Badminton responsável por ministrar as aulas na cidade, Leonardo Scheffer informa ser Ubatuba a única do Litoral Norte que promove a modalidade, esporte olímpico, em franco crescimento no Brasil.

“O Badminton desenvolve a capacidade cognitiva de raciocínio lógico das crianças e auxilia na formação educacional dos nossos jovens”, conta o professor.

“Fiquei muito feliz e orgulhoso com o resultado da dupla. Em breve, o projeto contempla a escola Maria Josefina, na Estufa, e a idéia é expandi-lo para outras instituições da cidade”, comenta Scheffer. Ainda segundo o professor, como incentivo pelo sucesso no desenvolvimento do projeto Badminton na rede municipal de ensino, Ubatuba recebeu quatro kits Vollo da Federação Paulista, com 16 raquetes e o equipamento está à disposição dos estudantes.

“Quero dar os parabéns à dupla. Ficamos muito felizes e orgulhosos em ver nossos atletas recebendo medalhas e destaque. Esperamos despertar o interesse de mais alunos ubatubenses para esta modalidade olímpica e daremos todo incentivo possível para que isso aconteça”, afirma Marcelo Ângelo, secretário de Educação.

FontePortal R3

Destaque de projeto social brilha nas quadras e sonha com pódio em 2016

Data: 10/01/2014

Por: Carol Fontes (RJ)

Destaque de projeto social brilha nas quadras e sonha com pódio em 2016.

Aos 17 anos, Lohaynny Vicente coleciona vitórias e renova as esperanças em busca de melhores resultados. Atleta foi eleita a melhor do badminton no Brasil em 2013

Um projeto que busca a inclusão social através do badminton na comunidade da Chacrinha, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, trouxe a esperança de resultados melhores para o Brasil nos Jogos Olímpicos de 2016. Eleita a melhor atleta da modalidade no Prêmio Brasil Olímpico de 2013, Lohaynny Vicente tem apenas 17 anos, mas já coleciona importantes conquistas em torneios internacionais. Entrou para a seleção brasileira adulta aos 13, foi tricampeã pan-americana pela categoria júnior e surpreendeu nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011, aos 15. Na ocasião, carioca assegurou a vaga nas quartas de final, mas sucumbiu à canadense Joycelin Ko em seguida.


Recuperada de uma lesão que a afastou das quadras por mais de um ano, Lohaynny sagrou-se vice-campeã do Aberto do Brasil de Badminton e se classificou para quatro finais de torneios do circuito profissional em 2013, comparáveis aos Challengers no tênis. Além do ouro em simples e em duplas (com Paula Pereira) no Argentina Internacional, ela também levou prata e ouro, respectivamente, em Foz do Iguaçu. Degraus em busca de um sonho maior, uma medalha olímpica, feito que a colocaria para a história da modalidade.

- Estou trabalhando muito e fiquei muito feliz por ter sido eleita a melhor atleta do badminton, eu não esperava por isso. Treino duas horas por dia, de segunda a sábado, e acredito que podemos garantir um lugar no pódio, que é o meu maior sonho. Depois dos Jogos de Londres, recebemos muito apoio do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), por isso, as expectativas são grandes - contou a atleta, que gosta de praticar natação e ir ao shopping nas horas vagas.

Lohaynny e a irmã, Luana, são conhecidas na Chacrinha como "Irmãs Williams". Assim como as tenistas americanas Serena e Venus, elas andam com raquetes para cima e para baixo. Mas, em vez de bolinhas amarelas, jogam com petecas.

- Conheci o badminton através da minha irmã, eu nunca tinha visto, não fazia ideia como era. Ela foi no clube um dia, viu um jogo de badminton e voltou para casa toda animada por conhecer um esporte novo, que era irado. Eu fiquei curiosa, fui conhecer e não parei mais. Na época, eu tinha sete anos e era uma brincadeira, mas acabou virando coisa séria - contou Lohaynny, fã de Serena.

O clube, próximo à Praça Seca, em Jacarepaguá, tornou-se a sede do projeto social, o Miratus, que conta com um centro de treinamento voltado para o badminton. Criada em 1998 por Sebastião Oliveira, a iniciativa começou como um meio de afastar crianças e adolescentes da comunidade da marginalidade, mas acabou se tornando um celeiro de atletas. Apesar de pouco conhecido no Brasil, o esporte é praticado em mais de 140 países.

Se hoje viaja o mundo para competir, tendo passado por países como México, Peru, Holanda, Portugal, Dinamarca e França, a atleta lembra que a realidade era bem diferente quando deu os primeiros passos na modalidade.

- Como não tínhamos dinheiro para comprar raquetes novas, tínhamos que improvisar. Quando as cordas estouravam, amarrava de novo, colava as petecas e penas da peteca, a gente sempre dava um jeitinho. Apesar de não ter estrutura na época, treinávamos faça chuva ou faça sol, descalços... Quando entrei para a seleção brasileira, a Confederação de Badminton ajudou o Miratus, que hoje tem um centro de treinamento voltado para a modalidade.

O badminton é muito popular em países asiáticos, como Paquistão, Índia, China, Indonésia, Tailândia, Malásia e Japão, explicando assim o segundo lugar no ranking dos desportos mais praticados no mundo. Também conta com praticantes na Europa, na América do Norte, na América Central e na América do Sul. Países como Estados Unidos, México, Canadá, Peru e Brasil também estão entre os que praticam a modalidade.

Brasil já tem sete atletas no top 100 do badminton

Em evolução, o Brasil vive a sua melhor fase no badminton, que faz do programa olímpico desde Barcelona 1992 (foi disputado como exibição em Munique 1972 e Seul 1988). No momento, o país conta com sete atletas/duplas entre os 100 melhores do mundo e já assegurou uma vaga no masculino e outra no feminino. A delegação verde e amarela pode aumentar nas duplas, caso um atleta se classifique como melhor das Américas.

Lohaynny ocupa a 80ª posição no ranking mundial, após o título no México, e Fabiana Silva está na 84ª colocação. Elas são a quinta e a sexta colocadas do continente, respectivamente, mas garantem a vaga (a melhor delas) mesmo sem a classificação do Brasil.

Nas duplas mistas, Daniel Paiola e Paula Pereira estão no 62º lugar, seguidos pela parceria formada por Hugo Arthuso e Fabiana Silva.

Nas Américas, por sua vez, estão em terceiro e quarto lugares, brigando com americanos e mexicanos por uma vaga no Rio. Entre as mulheres, Paula Pereira e Lohaynny são a 81ª dupla do ranking, enquanto Ana Paula Campos e Yasmin Cury aparecem em 94º.

O melhor posto do Brasil nas duplas masculinas é de Alex Tjong e Hugo Arthuso, na 64ª posição. Os brasileiros, terceiro das Américas, estão muito perto da vaga olímpica. Entre os homens, Daniel Paiola é o 112º no mundo e o quarto no continente.

Fonte: Globo Esporte

Brazil Speed badminton São Paulo Open 2013 - Boletim 03

Data: 07/10/13

Bom dia pessoal,

Agora é Oficial, o Brazil Speed badminton São Paulo Open 2013, já faz parte do calendário da ISBO - International Speed badminton Organisation e vale 250 pontos para o ranking mundial.

Confira o link abaixo:

BRAZIL SPEED BADMINTON SÃO PAULO OPEN 2013

Conheça um pouco sobre a ISBO, acesse o link abaixo:

www.isbo-speedbadminton.com

Garanta a sua vaga e faça a sua inscrição no primeiro torneio da modalidade no Brasil.

FICHA DE INSCRIÇÃO BRAZIL SPEED BADMINTON SÃO PAULO OPEN 2013


BRAZIL SPEED BADMINTON SÃO PAULO OPEN 2013

Data: 02 e 03 de Novembro de 2013

Local: ACM Pinheiros

Horário: a partir das 14:30 horas.

Inscrição: Abertas as inscrições até o dia 26/10/2013.

Valor da inscrição: R$ 60,00 adulto / R$ 40,00 Infantil

Categorias:

- Ladies' Singles

- Open Singles

- Juniors' Singles

- Open Doubles (mista)

FICHA DE INSCRIÇÃO SPEED BADMINTON SÃO PAULO OPEN 2013

Obs. 1. A categoria adulta pode se inscrever na categoria simples e dupla mista pelo mesmo valor de R$ 60,00.

Obs. 2. No valor da inscrição está incluso uma camiseta do torneio.

Obs.3. Enviar ficha de inscrição e comprovante de depósito para o e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Para mais informações enviar e-mail para: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Sandra Sorpreso

Club Racket







Brasil é sede dos Jogos Panamericanos

Data: 16/09/13

O Brasil foi escolhido para sediar os Jogos Panamericanos de Beach Tennis da ITF.

Evento que será realizado em Porto Seguro, entre os dias 17 e 20 de setembro, organizado pela Bahia Pointer e realizado na Barraca Beat Beach.

A Equipe Brasileira, convocada pela CBT (Confederação Brasileira de Tênis), terá os melhores jogadores ranqueados na ITF.

Confira o time Brasileiro e sua posição no Ranking Mundial:

MASCULINO

Vinicius Font (8) / Gui Prata (9)

Marcus Ferreira (14) / Thales Santos (14)

Diogo Carneiro (36) / Luis Pedreira (39)

FEMININO

Joana Cortez (2) / Samantha Barijan (2)

Flávia Muniz (8) / Lorena Melo (33)

Paula Cortez (35) / Luciana Fernandes (44)

A Equipe Brasileira, formada por Joana Cortez, Samantha Barijan, Gui Prata e Vini Font, conquistaram em julho desse ano, o título inédito de Campeão Mundial por Equipes, batendo na final a forte equipe da Itália.

Atualmente o Brasil conta com seis jogadores entre os 50 melhores do mundo no masculino e outras seis no top 50 feminino, aparecendo como uma das potências da modalidade.

Fonte: Globo Esporte

XXVIII Brazil International Badminton Cup

Data: 09/08/13

XVIII Brazil International Badminton Cup

Data: outubro de 2013

Local: Clube Athlético Paulistano

Confira no link abaixo a Carta Convite para atletas brasileiros.

CARTA CONVITE BADMINTON CUP 2013

Fonte: www.badminton.org.br




Prêmio Brasil Olímpico

Data: 18/12/12

Hoje, dia 18 de dezembro de 2012 será inesquecível para dezenas de atletas brasileiros.

Eles irão receber do Comitê Olímpico Brasileiro o reconhecimento pela dedicação e conquistas no esporte, através do Prêmio Brasil Olímpico.

Pela quarta vez consecutiva, Daniel Paiola foi escolhido o destaque do Badminton brasileiro por um júri formado por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte.

A Confederação Brasileira de Badminton (CBBd) parabeniza Daniel Paiola e reconhece a importância de suas conquistas para o crescimento do Badminton no Brasil.

Confira a entrevista que foi feita com ele:

CBBd - Este é o quarto ano consecutivo em que você é eleito, através do Prêmio Brasil Olímpico, o melhor jogador de Badminton do Brasil. Como você se sente com a homenagem?

Daniel Paiola - Estou muito feliz com a vitória de mais um prêmio. Quando eu ganhei meu primeiro prêmio em 2009, cheguei a brincar, será que eu consigo ganhar 4 seguidos? É um sentimento de sonho realizado e de muita satisfação. Ver que todo o seu esforço, sacrifício e dedicação foram recompensados.

CBBd - Com quantos anos você começou a praticar Badminton e como surgiu o interesse pelo esporte?

Daniel Paiola - Comecei a praticar badminton com 13 anos. Em toda minha infância joguei tênis, porém me lesionei muito sério. Fiquei 1 ano afastado dos esportes. Além disso, era apaixonado pelos esportes com raquete. Quando me recuperei, fui experimentar o badminton. Foi amor à primeira vista. Nunca mais parei.

CBBd - Qual das suas vitórias mais lhe marcou? Por quê?

Daniel Paiola - A vitória que mais me marcou foi a conquista da medalha de bronze nos Jogos Pan Americanos de Guadalajara em 2011. Além de ser uma conquista inédita para o país e em um campeonato de imensa importância, subi no pódio no dia 20 de Outubro, mesma data em que o meu pai faleceu em 1990. Foi algo marcante e inesquecível para mim.

CBBd - Você deve ter encarado muitos desafios na sua carreira. Em algum momento pensou em desistir?

Daniel Paiola - Sim. Já pensei em desistir, todos os atletas têm suas dificuldades, pessoais e esportivas. Sempre há bons e maus momentos na nossa vida. Mas eu acredito muito na superação, sou muito teimoso e por isso acho que jamais pensei em desistir de correr atrás dos meus sonhos.

CBBd - Através das suas conquistas e desse reconhecimento, você acabou virando uma referência para muitos jovens atletas. Como você encara essa responsabilidade?

Daniel Paiola - Eu fico feliz de saber que sou referência para muitos outros futuros atletas. Não vejo como uma grande responsabilidade e não me pressiono em dar o exemplo. Apenas continuo a minha vida e carreira esportiva seguindo os meus valores como eu sempre fiz, como muito suor, alegria, dedicação, humildade e respeito ao próximo. Eu acredito que todo esse respeito, carinho e reconhecimento que tenho recebido é fruto do que eu já fiz e faço na minha carreira.

CBBd - Qual conselho você daria para as crianças e adolescentes que pretendem ou já estão buscando carreira no esporte?

Daniel Paiola - Independente do esporte que pratiquem, façam por amor. Jamais desistam de correr atrás dos seus sonhos. Sempre respeitando os seus adversários e treinem muito.

MUITO OBRIGADO A TODOS QUE ME APOIAM E TORCERAM MUITO POR MIM DURANTE ESTE ANO. ESSE PRÊMIO TAMBÉM É DE VOCÊS. UM GRANDE ABRAÇO E BEIJO PARA TODOS. DANIEL PAIOLA

Fonte: www.badminton.org.br

 

Correios Brasil Masters Cup

Data: 14/12/12

Bruno Soares e Marcelo Melo jogam Beach Tennis no Correios Brasil Masters Cup

Mineiros jogaram com atletas do Bahia Open Beach Tennis ITF na Costa do Sauipe.

Os tenistas mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo se aventuraram nesta sexta-feira em uma partida de Beach Tennis na abertura do torneio internacional Bahia Open Beach Tennis ITF, que acontece junto ao Correios Brasil Masters Cup na Costa do Sauipe, na Bahia.

Os dois atuais melhores tenistas brasileiros de duplas na ATP se juntaram a Thales Santos e Marcus Vinicius Ferreira, que formam a dupla cabeças de chave número 3 do Bahia Open na Costa do Sauipe.

Marcelo Melo teve sua primeira experiência e revelou que gostou da modalidade que vem ganhando novos praticantes no Brasil e no mundo.

Ele brincou com o fato de Belo Horizonte não ter praia como um problema para tentar seguir praticando, além de seu calendário extenso no circuito mundial da ATP.

“Foi a primeira vez. Estava na curiosidade de jogar e achei legal, ainda mais que é na praia, que eu gosto e que é no voleio. Achei bom, vou ver se consigo jogar mais. Vai ser difícil né, mas vamos ver. Esse aí (falta de praias em Belo Horizonte) é o primeiro problema que eu vou ter, mas achei bem legal, vamos ver se consigo às vezes. Tenho pouco tempo para jogar mas vou tentar um pouquinho”, afirmou o atual número 1 do Brasil nas duplas.

Bruno Soares já havia praticado Beach Tennis, mas não com a rede na medida certa, o que não deu uma impressão tão boa da modalidade quanto desta vez, em que ele pôde jogar em uma quadra com medidas e altura de rede oficiais. “Eu estava até contando para eles que joguei em uma quadra de vôlei de praia, a rede estava alta pra caramba e agora é muito diferente, vi que o jogo é bem mais agressivo, bem mais rápido. Foi muito legal, eles deram uns toques ali dos vícios que a gente tem no tênis de tentar passar para lá e é outro esporte, apesar de ser parecido, é muito diferente. É muito legal e tem tudo a ver, astral, praia, é show de bola”, afirmou Bruno Soares, que também espera voltar a jogar embora sua cidade não tenha praia.

“Pena que não tem praia, mas tem muito negócio de areia. Tem muita gente que joga vôlei de praia e dá para fazer. Inclusive tem um lugar lá que tem uma quadra com rede oficial, minha turma que é a turma do tênis começou a jogar também, é muito legal.

Vou ver se eu entro para ver se eu melhoro um pouquinho”, completou o campeão de duplas mistas do US Open 2012.

Mais informações sobre o Correios Brasil Masters Cup estão disponíveis em http://brasilmasterscup.wordpress.com.

 

Paralimpíadas Escolares 2012 começam em São Paulo

Data: 15/10/12

A partir desta segunda-feira (15), a cidade de São Paulo vai sediar as Paralimpíadas Escolares 2012, o maior evento esportivo do mundo para atletas com deficiência em fase estudantil.

Mil duzentos e um participantes de 24 estados e do Distrito Federal disputarão dez modalidades esportivas.

O campeonato prossegue até o dia 20.

O número de inscritos neste ano supera o recorde de 958 participantes, em 2011.

A maior delegação é a de São Paulo, com 135 atletas.

A menor é a do Mato Grosso, com apenas dois atletas.

Somente os estados de Roraima e Tocantins não terão representantes este ano.

As Paralimpíadas Escolares recebem jovens entre 12 e 19 anos, matriculados em escolas públicas do ensino fundamental, médio ou especial, que tenham algum tipo de deficiência física, visual ou intelectual.

O programa de provas da competição é composto de dez modalidades: atletismo, bocha, futebol de 5, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

Para mais informações, consultar a página do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Considerada celeiro de novos talentos, as Paralimpíadas Escolares são importantes para o desenvolvimento do esporte de base e promovem a inclusão social e a saúde.

As provas da competição serão realizadas entre os dias 17 a 19 de outubro, em três locais da cidade de São Paulo.

A classificação funcional será no dia 15 e a abertura oficial, no dia 16.

Fonte: CBTM

XXVII BRAZIL INTERNATIONAL

Data: 20/09/12

XXVII BRAZIL INTERNATIONAL "GUSTAVO PRATA" BADMINTON CUP

Data: de 26 a 30 de Setembro de 2012.

Local: Clube Athlético Paulistano

Rua Colombia, 77 - São Paulo (SP)

TABELA XXVII BRAZIL INTERNATIONAL

Tênis em cadeira de rodas se despede de Londres sem medalha

Data: 02/09/12

Últimos representantes da modalidade, Carlos Santos e Maurício Pomme param nas oitavas de finais ao perderem por 2 sets a 0 para holandeses.

O tênis brasileiro perdeu sua última esperança de medalha no Jogos Paralímpicos de Londres.

A dupla formada por Carlos Santos e Maurício Pomme caiu diante dos holandeses Ronald Vink e Robin Ammerlaan por dois sets a zero, em partida que valia vaga nas quartas de finais.

Demorou pouco mais de uma hora para a dupla da Holanda fazer 6/3 e 6/0 nos brasileiros.

Carlos e Maurício erraram muito durante todo o jogo – foram 46 bolas erradas nos dois sets - e não conseguiram reagir diante do poderio dos adversários.

Fonte: Globo Esporte

<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>
Página 2 de 13