Brasileiros ensinam o atletismo para crianças inglesas e aprendem o badminton

Qualifique este item
(1 vote)

Data: 17/08/12

Considerada uma das cidades mais acessíveis da Europa, Manchester também é referência internacional no incentivo à prática esportiva.

Nesta sexta-feira, 17 de agosto, alguns atletas brasileiros estiveram reunidos com crianças britâncias, no ginásio Belle Vue Centre.

Alice Correa (T12); Joana Silva (T13); Marco Aurélio Borges (F44); Paulo Douglas(F36) e Luciano Pereira(F11), todos do atletismo, praticaram a modalidade além de jogarem, pela primeira vez, badminton, um dos esportes mais porpulares na Inglaterra. No fim do encontro, além de autógrafos e fotos, os mirins desejaram “boa sorte” à equipe verde-amarelo nos Jogos de Londres.

“Estou muito feliz em poder brincar e ensinar o atletismo para essas crianças. Foi divertido o encontro. Além do carinho, conhecemos um esporte novo, disse Paulo Douglas, ouro no Lançamento de Disco nos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara 2011 e prata no Lançamento de Dardo no Mundial de Christchurch 2011.

Uma das crianças, Paul Bolck, disse estar “emocionado” em ver de perto um atleta paralímpico brasileiro.

“Esse dia será inesquecível”, comentou o garoto. O encontro faz parte da série de ações do Programa Comunitário Paralímpico – como parte do Trainning Camp – promovido pela prefeitura de Manchester em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro.

A cidade, referência internacional no meio esportivo, recebe as Seleções de Atletismo, Basquete em Cadeira de Rodas, Bocha, Ciclismo, Esgrima em Cadeira de Rodas, Futebol de 5, Futebol de 7, Goalball, Natação, Halterofilismo, Judô, Remo, Tênis em cadeira, Tênis de Mesa e Vôlei Sentado para as preparações pré-Paralimpíada.

A aclimatação é possível graças ao convênio feito pelo Comitê Paralímpico Brasileiro com o Ministério do Esporte, via Sistema de Convênios do Governo Federal (Siconv).

Os Jogos Paralímpicos de Londres acontecem entre os dias 29 de agosto e 9 de setembro.

Por questões técnicas , Vela e Tiro esportivo treinam no Brasil. Já o Hipsimo se prepara na França.

Fonte: Comitê Paraolímpico Brasileiro