Mesa-tenista Hoyama se iguala a Torben Grael como brasileiro com mais participações olímpicas

Qualifique este item
(0 votos)

Data: 27/07/12

Símbolo do tênis de mesa no Brasil, Hugo Hoyama vai igualar mais um recorde em Londres: será a sexta participação do mesa-tenista em Jogos Olímpicos, feito alcançado apenas pelo velejador Torben Grael.

Na equipe olímpica desde os Jogos de Barcelona 92, Hoyama volta a participar do torneio individual – em Pequim, esteve apenas na competição por equipe.

A campanha de Hoyama começa neste sábado, dia 28, às 15h (horário de Brasília) em jogo contra o polonês Zengyi Wang. Mais cedo, às 12h (horário de Brasília), Gustavo Tsuboi enfrenta o indiano Soumyajit Ghosh.

Thiago Monteiro, o terceiro representante do time masculino, está apenas na competição por equipe, que começa no dia 3 de agosto.

“Mais do que uma vitória pessoal, esse recorde mostra para outros atletas brasileiros que não há idade para começar ou terminar a carreira”, ensina Hoyama, que não escolhe a lembrança predileta entre as cinco experiências olímpicas. “Em todas elas, tive bons momentos e conheci várias pessoas e lugares diferentes”.

No torneio feminino de simples, Ligia Silva e Caroline Kumahara têm que passar pela fase preliminar, que começa às 9h.

Silva enfrenta Anolyn Lulu, de Vanuatu, e Kumahara joga contra Farah Yasmin Hassan, de Djibouti. Com 16 anos, Kumahara é a brasileira mais bem colocada no ranking da Federação Internacional de Tênis de Mesa e venceu três etapas do Mundial Juvenil.

A seleção feminina é formada ainda por Gui Lin, chinesa naturalizada brasileira, que jogará apenas a competição por equipe. Antes de chegar a Londres, a equipe brasileira se reuniu para um período de dez dias de treinamento em Paris e está confiante em uma boa campanha.

“Fazemos parte do grupo de países que podem surpreender. Vamos encarar um jogo por vez e tentar avançar o máximo possível”, afirmou Thiago Monteiro.

Com 72 mesatenistas no torneio de simples, a competição é disputada em sistema de mata-mata até chegar à final. Os jogos são disputados em melhor de sete games, de 11 pontos cada. Na disputa por equipes, que acontece a partir do dia 3, com 16 países, os duelos são definidos em quatro jogos individuais e uma partida de duplas.

Para diminuir o domínio dos chineses, que, nos Jogos de Pequim 2008 conquistaram todas as medalhas dos torneios de simples e ganharam as duas disputas por equipes, a Federação Internacional de Tênis de Mesa limitou as inscrições na competição individual a dois atletas por país – garantindo assim uma outra bandeira no pódio.

Desde que o esporte foi disputado pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, em Seul, em 1988, os chineses conquistaram 20 das 24 medalhas de ouro em jogo. (Fonte: COB)

Fonte: Girassol