Tênis do Pan tem partidas com público zero em Guadalajara

Qualifique este item
(1 vote)

Data: 17/10/2011, Maurício Stycer

Uma das competições de mais baixo nível técnico dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, o torneio de tênis conseguiu o feito de ter partidas sem nenhum espectador no primeiro dia de disputa.

O jogo entre Jose Hernandez (República Dominicana) e Julio Campozano (Equador), por exemplo, foi assistido apenas pelo staff dos jogadores, como o UOL Esporte registrou por volta das 12h40 (15h40 em Brasília).

Outra partida, entre Partida entre Daniel Lopez (Paraguai) e Martin Cuevas (Uruguai), mereceu uma plateia um pouco maior: cerca de 15 pessoas.

Uma única partida mobilizou o público na manhã de segunda-feira, não por coincidência a que envolveu uma tenista mexicana, Valeria Pulido, derrotada pela boliviana Maria Fernanda Alvarez Terán por 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 7-5. O forte calor que chegou a Guadalajara afetou o desempenho dos jogadores e pode ter sido responsável por afugentar o público.

A temperatura chegou próxima a 30º no início da tarde de segunda-feira.

Mas a falta de estrelas é possivelmente a principal razão para o desinteresse.

Sem nenhum top 100, o argentino Horacio Zeballos, número 105 do mundo, é o jogador mais bem colocado no ranking presente em Guadalajara.

Depois dele vem o brasileiro João Souza (também conhecido como Feijão), número 107.

No feminino, o principal nome é Christina McHale, dos Estados Unidos, número 42 do mundo.

Os tenistas brasileiros entram em quadra pela primeira vez nesta terça-feira.

Ricardo Mello enfrenta Ivan Endara, do Equador.

Rogerio Dutra Silva, o Rogerinho, joga contra Alex Llompart, de Porto Rico, e João Souza, o Feijão, disputa contra o equatoriano Julio Campozano.

Fonte: PAN UOL 2011