Qui, 30 de Junho de 2011 11:16

Regras

Qualifique este item
(1 vote)

Resumo das regras para o 1º Campeonato Brasileiro de Parabadminton (Badminton adaptado).

1. Para o 1º Campeonato Brasileiro de Parabadminton (Badminton adaptado) serão oferecidas as categorias Wheelchair (Cadeira de Rodas) e Standing (andantes).

1.1 A categoria Wheelchair (cadeira de Rodas) é dividida em W1, W2 e W3.

1.1.1 No 1º Campeonato Brasileiro de Parabadminton (Badminton adaptado) será considerado apenas as categorias W1 e W3.

1.1.2 Dependendo da quantidade de para-atletas inscritos será formada uma categoria única.

1.1.3 É considerado W1, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a.Tetraplegia com lesão acima de C8;

b. Dificuldades de sustentação de tronco;

c. Pequenas dificuldades de propulsão (Toque) da cadeira de rodas;

d. Paralisia Cerebral (PC’s) com diplegia ou triplegia severa nos membros inferiores;

e. Distúrbios moderados de equilíbrio do tronco.

f. Grave espasticidade dos membros inferiores (grau 4 na escala de espasticidade muscular)

1.1.4 É considerado W2, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a.Paraplegia com lesão acima de T12;

b.Consegue alterar a posição do tronco;

c. Pobre rotação do tronco.

d.Boa propulsão (Toque) da cadeira de rodas;

e.Parte inferior do tronco fica em contato com o encosto da cadeira de rodas;

f. Movimentos simultâneos dos braços ficam comprometidos devido a falta rotação do tronco

g. Paralisia Cerebral (PC’s) com diplegia ou triplegia moderada nos membros inferiores;

h.Transtornos moderados no equilíbrio do tronco.

i. Moderada espasticidade dos membros inferiores (grau 3 na escala de espasticidade muscular);

1.1.5 É considerado W3, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a. Paraplegia com lesão na L1 ou abaixo;

b. Ótima movimentação e sustentação de tronco;

c. Deficiência mínima com perda de força de pelo menos 20 pontos* em um ou ambos membros inferiores;

d. É capaz de sustentar o tronco mesmo estando com os braços levantados a frente do corpo;

e. Consegue movimentar deliberadamente a cadeira de rodas;

f. Paralisia Cerebral (PC’s) com ligeira diplegia nos membros inferiores;

g. Pequenos transtornos de equilíbrio do tronco;

h. Pequena espasticidade dos membros inferiores (grau 2 ou 1 na escala de espasticidade muscular);

i. Comprometimentos físicos que impossibilitam jogar em pé;

1.1.6 A quadra de jogo para os para-atletas Wheelchair (cadeira de Rodas) nas categorias w1 e W2 seguirá a determinação abaixo:

1.1.6.1 As categorias W1 e W2 de Simples: Metade da quadra mais corredor de duplas conforme exemplo abaixo:

 

Cor Cinza: Área de Jogo

Cor Preta: Área de Saque

 

 

 

 

1.1.6.2 As categorias W1 e W2 de Duplas: Semelhante a quadra de duplas de Badminton Convencional, conforme exemplo abaixo:

 

Cor Cinza: Área de Jogo

Cor Preta: Área de Saque

 

 

 

 

1.1.7 A quadra de jogo para os para-atletas Wheelchair (cadeira de Rodas) na categoria W3 seguirá a determinação abaixo:

1.1.7.1 A categoria W3 de Simples: Metade da quadra mais corredor de duplas conforme exemplo abaixo:

 

Cor Cinza: Área de Jogo

Cor Preta: Área de Saque

 

 

 

 

1.1.7.2 A categoria W3 de Duplas: Semelhante a quadra de duplas de Badminton Convencional, conforme exemplo abaixo:

 

Cor Cinza: Área de Jogo

Cor Preta: Área de Saque

 

 

 

 

 

1.2 A categoria standing (andantes) é dividida em S1 (BMSTL 1), S2 (BMSTL 2), S3 (BMSTL 3), S4 (BMSTU 4), S5 (BMSTU 5) S6 e S7.

1.2.1 No 1º Campeonato Brasileiro de Parabadminton (Badminton adaptado) será considerado apenas as categorias S1, S2+S3+S3a e S4+S5;

 1.2.2 Dependendo da quantidade de para-atletas inscritos será formada uma categoria única.

1.2.3 É considerado S1, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a. Deficiência severa nas duas pernas más que permite jogar em pé;

b. Poliomielite grave de ambas as pernas;

c. Paralisia Cerebral (PC’s) severa diplegia; Cor cinza: área de jogo. Cor Preta: área de saque. Cor cinza: área de jogo. Cor Preta: área de saque.

d. Paralisia Cerebral (PC’s) severa hemiplegia com o braço comprometido sendo o braço dominante;

e. Prótese dupla;

f. Lesão medular incompleta com perfil similar;

1.2.4 É considerado S2, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a. Jogador andante que possui redução da força muscular de pelo menos 20 pontos* em um ou ambos os membros inferiores ou deficiência equivalente;

b. Uma perna não funcional;

c. Seqüela de poliomielite em uma das pernas;

d. Prótese em uma das pernas com lesão no nível da coxa;

e. Quadril e joelho (ambos) com rigidez;

f. Luxação de quadril com encurtamento visível;

g. Comprometimento moderado em ambas as pernas;

h. Portadores de espinha bífida de nível S1;

1.2.4.1 As categorias S1 e S2 de simples: metade da quadra mais corredor de duplas, conforme exemplo abaixo:

1.2.4.2 As categorias S1 e S2 de Duplas: Semelhante a quadra de duplas de Badminton Convencional, conforme exemplo abaixo:

 

Cor Cinza: Área de Jogo

Cor Preta: Área de Saque

 

 

 

 

1.2.4.2 As categorias S1 e S2 de Duplas: Semelhante a quadra de duplas de Badminton Convencional, conforme exemplo abaixo:

 

Cor Cinza: Área de Jogo

Cor Preta: Área de Saque

 

 

 

 

1.2.5 É considerado S3, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a. Jogador andante que possui redução da força muscular entre 10 e 19 pontos* em um ou ambos os membros inferiores ou deficiência equivalente;

b. Deficiência leve nas pernas;

c. Amputação no nível do Joelho ou abaixo com ou sem prótese utilizando muleta ou não;

d. Rigidez de tornozelo.

e. Pouca movimentação de quadril, joelho ou tornozelo;

f. Seqüela de poliomielite de menos de 10 pontos* de força muscular em uma ou ambas extremidades dos membros inferiores;

1.2.5.1 A categoria S3 de simples: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional.

1.2.5.2 A categoria S3 de duplas: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional.

1.2.6 É considerado S4, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a. Grande comprometimento no Braço de jogo;

b. Comprometimento do braço funcional com 50 pontos*ou única prótese com amputação acima do cotovelo;

c. Lesão do plexo braquial com paralisia de todo o braço;

d. Encurtamento do braço até o cotovelo com uma mão não funcional;

e. Força igual ou inferior a grau 4 (escala MRC) nos golpes (forehand ou backhand); Cor Cinza: área de jogo. Cor preta: área de saque.

f. Perda entre 30% e 50% de movimento de flexão do ombro, extensão do cotovelo e pronação do antebraço;

g. Monoplegia com espasticidade e atetose;

h. Deficiências compatíveis;

1.2.6.1 A categoria S4 de simples: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional.

1.2.6.2 A categoria S4 de duplas: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional.

1.2.7 É considerado S5, pessoas com comprometimento físico com as seguintes características:

a. Comprometimentos moderados ou leves no Braço de jogo;

b. Comprometimento do braço funcional com 30 pontos*ou única prótese com amputação abaixo do cotovelo;

c. Rigidez de punho;

d. Lesão do plexo braquial com resíduo de algumas funções do membro superior;

e. Amputação e/ou fraqueza de punho, mão e/ou dedos;

f. Deficiências compatíveis;

1.2.7.1 A categoria S5 de simples: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional.

1.2.7.2 A categoria S5 de duplas: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional.

1.2.8 As categorias S6 e S7 são destinadas para pessoas com comprometimentos físicos denominados de nanismo (acondroplasia).

1.2.8.1 As categorias S6 e S7 de simples: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional.

1.2.8.2 As categorias S6 e S7 de duplas: Exatamente a mesma quadra do badminton convencional

1.2.9 LES AUTRES (Outras deficiências).

1.2.9.1 A deficiência deve ser permanente (estacionária ou progressiva);

1.2.10 Comprometimentos do TRONCO (coluna);

1.2.10.1 Mobilidade reduzida de caráter permanente e/ou com escoliose (com mais de 60 graus de curvatura).

1.2.10.2 É necessário comprovação (método Cobb e raio x);

1.2.10.3 Atletas com deficiência motora progressiva (exemplo: esclerose múltipla) devem ser classificados no inicio de cada competição;

1.2.11 Atletas com comprometimentos: mentais, cardíaco, coluna, abdômen, pele, auditivo, visual sem deficiência motora (física) não serão elegíveis;

2. Altura da rede

2.1 Categoria Wheelchair (cadeira de rodas) a altura da rede deverá ser de 1,40 metros.

2.2 Categoria Standing (andantes) a altura da rede deverá ser de 1,55 metros.

2.3 Categoria S6 (anões) a altura da rede deverá ser de 1,20 metros.

3. ORIENTAÇÕES GERAIS:

3.1 Servidor e recebedor deverão permanecer nos locais apropriados;

3.2 No caso de atletas na cadeira de rodas, as mesmas deverão estar estacionadas (paradas) no momento do saque e da recepção;

3.3 O movimento da raquete durante o saque deve ser abaixo da cintura no caso dos andantes e da axila para os usuários de cadeira de rodas;

 3.4 No caso de duplas segue modelo da Badminton convencional;

3.5 A cadeira de rodas é considerada parte do jogador (pessoa);

3.6 Um jogador pode ser autorizado a sair da quadra durante o jogo para fazer os devidos procedimentos de cateter (ismo) desde que não ultrapasse 3 minutos de intervalo e o mesmo deverá ser acompanhado de um funcionário;

3.7 Um jogador pode ser autorizado a reparar avarias nas rodas, desde que seja feito o mais rápido possível;

3.8 Durante os golpes o tronco/quadril deve estar em contato com o acento da cadeira de rodas;

3.9 Os pés devem permanecer em contato com apoio da cadeira de rodas o tempo todo;

3.10 Em nenhuma circunstância será permitido tocar com os pés no solo;

3.11 O Atleta cadeirante não poderá utilizar os pés para travar, impulsionar ou auxiliar os golpes;

3.12 O jogador poderá ser fixado à cadeira de rodas por elástico, faixa, bandagem, cinta, entre outros;

3.13 A (s) roda (s) anti-tip poderá ultrapassar as rodas principais; (*) corresponde a pontos estipulados através de avaliação funcional, realizada pelo avaliador; Obs: Este é um resumo das regras da BWF apêndice 5 - Badminton for Disabled People (Badminton para pessoas com deficiência)

(http://www.internationalbadminton.org/file_download.aspx?id=11628) não correspondendo a tradução literal e completa da mesma.

Létisson Samarone Diretor Badminton Adaptado – Confederação Brasileira de Badminton (CBBd)

www.badminton.org.br

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.